Algo Trading no Mercado de Energia

Semana passada ocorreu o evento Commodities Trading Week, o maior evento online e de graça sobre o mundo de negociação de commodities. No dia 09/06 tivemos o dia todo a agenda focada especificamente em TRADING. Nele acompanhamos vários assuntos como green energy, o dilema do canal de Suez, aplicações de IA para controle de portfólio, e principalmente negociação algorítmica (algo trading).

Algumas das apresentações nos chamaram bastante atenção. Por isso, decidimos montar uma série de conteúdos baseados em insights dos palestrantes do Commodities Trading Week, focados nesse tema.

Nesse conteúdo vamos trazer uma introdução sobre o algo trading, mostrando algumas empresas estrangeiras no mercado de energia que já utilizam essa ferramenta e empresas que desenvolvem esse produto (ISVs) para terceiros.

Importante lembrar que esse serviço acontece predominante no mercado de trading Europeu e Americano, mercados muito mais líquidos e maduros do que o brasileiro (nesse artigo vamos trazer cases do mercado Europeu). Porém com a financeirização e digitalização do mercado brasileiro as oportunidades ao redor de soluções algorítmicas tendem a tomar forma rapidamente.

Algo Trading

Algo Trading é quando um algoritmo computacional toma uma decisão baseada em dados e regras (delimitadas por humanos) sobre quando e em quais termos (preço, quantidade, tempo, etc.) inserir ordem de compra e venda ou até mesmo executá-la no mercado .

Hoje, a maior parte das negociações por algoritmos são de alta frequência (HFT - High Frequency Trading), que tenta capitalizar na execução de um grande número de ordens em frequência extremamente rápida em vários mercados com base em instruções pré-programadas. É comum grandes firmas de HFT realizarem mais de um milhão de trades por minuto.

O vídeo abaixo mostra a realidade de um dia qualquer na Citadel, uma das firmas mais conhecidas de HFT nos Estados Unidos



O mercado de trading de energia especificamente, é parcialmente automatizado. Algumas casas utilizam sistemas ou soluções automatizadas que indicam oportunidades de arbitragem, mas na maior parte dos casos, a decisão final ainda esta nas mãos do trader. Entretanto, é nítido que a tendência do mercado e do mundo é de que cada vez mais o próprio sistema (algoritmo) tome a decisão final.

Liquidez é um dos pré-requisitos para a automação do trading. Algoritmos são, em maioria dos casos, ineficientes em mercados com pouca liquidez. Também fica mais difícil de ter uma vantagem competitiva por tradar mais rápido num mercado com pouca liquidez. Entretanto, não é incomum o dilema ovo x galinha (liquidez x algoritmos) ser quebrado pela tecnologia. Um algoritmo bem implementado pode mudar radicalmente o perfil de liquidez de determinados produtos. Isso pode significa para o desenvolvedor um período de perdas durante a baixa liquidez. Porém, sendo bem sucedido, quando a liquidez crescer terá uma vantagem competitiva e tecnológica sobre as outras empresas.

No desenvolvimento de algoritmos de negociação é bastante comum esse período de perdas, e inclusive é necessário incluir a verba pra essas perdas sempre que estivermos planejando um projeto desse tipo de solução. Não prever isso é um dos grandes erros que as empresas cometem na hora de criar seus algoritmos.

Conflito Homem x Maquina Quando o assunto é automação no mercado de trading de energia muitas questões são levantadas, uma delas é qual o espaço que o trader ganha ou perde com a aplicação de algoritmos e IA (Inteligência Artificial) . Para o Eddie Tofpik, analista técnico e palestrante do Commodities Trading Week, a implementação de algoritmos no trading "facilita, pois os indicadores e padrões ficam mais fáceis de interpretar." Ele ainda afirma que vê algo trading como uma ferramenta que ajuda traders a focar seu tempo e atenção em situações realmente importantes. Eddie também afirma que o que muitos usam como critério para diferenciar a importância do fator humano no mundo de trading é a capacidade do trader de fazer uma análise técnica, enquanto uma máquina não possui essa capacidade.

Clive Lambert, analista técnico na FutureTechs, declarou que "Algo trading é novo no mercado de energia. A análise técnica ainda é totalmente relevante e muita coisa não mudou, algo trading na verdade complementa análise técnica".

Como podemos observar, para os dois participantes, a introdução de um algoritmo e a automatização nada mais é do que uma ferramenta que vem para auxiliar o trader a tomar decisões melhores e para facilitar seu dia a dia operacional.

Como uma empresa proveniente do mercado financeiro, nós acreditamos que na verdade o algo trading pode sim ter a função de auxiliar o trader nas decisões. Porém, o papel dos algoritmos vai ser cada vez maior no futuro. No mercado financeiro já vemos casos (como o do vídeo da Citadel) em que 100% das decisões são tomadas pelos algoritmos. Não é algo novo. A primeira firma quantitativa relevante (Renaissence Technologies de Jim Simons) é da década de 80, tendo algoritmos 100% autônomos ainda na década de 90. Obs: leiam o livro "The man who solved the market", vale a pena. Link amazon aqui.

Ao final do evento, Trevor Neil, mediador da conversa e analista técnico do BETA Group, deixou sua opinião sobre o uso dessa de algoritmos no mercado de energia, comparando com o uso da mesmo no mercado financeiro "A dificuldade da tecnologia nesse mercado é que os dados vêm de forma desestruturados, tempo, clima, chuva, fontes vindo de diversas regiões, países" "já no mercado financeiro os dados vêm de forma mais estruturadas".

Essa dificuldade acho que todos no mercado brasileiro de energia elétrica já se depararam. Muitas comercializadoras têm áreas próprias de dados para organizar a informação, mas ainda seguimos a anos luz de estarmos prontos para o mundo algorítmico. Mas vamos chegar lá.

SOLUÇÕES. FORNECEDOR DE SOFTWARE INDEPENDENTE (ISVs) Fornecedores de software independentes são empresas especializadas em desenvolver soluções tecnológicas customizadas para empresas. Normalmente esses fornecedores são focados em um mercado específico. Grande parte dos ISVs desenvolvem dois tipos de soluções, uma mais "genérica" que atende um problema mais comum do mercado onde estão inseridos (solução que dificilmente dão uma vantagem competitiva para o cliente) ou uma solução mais customizada por cliente.

Empresa ISV:

Likron Empresa pioneira na negociação de energia no curto prazo na Europa. Possuem soluções de algo trading para gás e energia. Além de soluções para otimizar estratégias e portfolio de trading. Link para saber mais sobre a Likron: https://www.likron.de/en/our-references/

Volue Empresa voltada mais ao trading de energia de renováveis. Possuem diversas soluções de automatização de toda cadeia de valor desde a produção até o trading. No trading ela possui soluções para o day ahead, intraday trading. Link para saber mais sobre a Volue: https://www.volue.com/products/optimisation-trading-software

EXXETA Empresa que atua desde o ano 2000 com soluções que resolvem problemas de todos os players do mercado de gás europeu. No mundo de algoritmos criou o "EXXETA algorithmic trading solution" que oferece possibilidade de automação do processo de trading de gás. Link para saber mais sobre a EXXTERA: https://www.exxeta.com/en/industries/energy/energy-trading-risk-management-solutions/exxeta-algorithmic-trading-solution/

Trayport A principal empresa de dados para o mercado europeu de atacado de energia. Oferecem soluções para o trader, e clientes e mercado de trading. Em 2019 a Trayport adquiriu a empresa VisoTech, empresa focada em soluções para o trading de curto prazo de energia na Europa. Link o anúncio oficial da VisoTech pela Trayport: https://www.trayport.com/press-releases/press-release-11/ CASE EXXETRA - Algoritmo na Compra e Venda de Energia Eólica.

Variações no clima podem fazer com que produtores de energia eólica produzam mais energia do que já foi vendido no dia. Para a geradora isso resultou no desenvolvimento de uma algoritmo para vender essa energia que sobrou/faltou. Usando base de dados históricos o algoritmo consegue ofertar a eletricidade ao preço com maior lucro no mercado. O algoritmo depois consegue monitorar o mercado e adaptar o preço para garantir que o gerador consiga vender a energia no período.

O controle sobre se uma ordem pode ser posta no mercado ainda pode ficar com o trader se ele assim quiser. É possível limitar o algoritmo para que ele simplesmente separe e apresente para o traders as ofertas. Podem ser confirmadas ou excluídas pelo mesmo antes de ir ao mercado. Nesse processo, o algoritmo tira o trabalho manual do trader. O grau de automatização fica a critério do trader, podendo até tornar o processo todo 100% automatizado (Algoritmo achando oferta e executando sozinho).

Conclusão Algoritmos são uma realidade que cada vez mais se torna concreta ao redor do mundo. A energia elétrica não escapa, apesar de no Brasil essa transição está sendo mais lenta que em outros mercados. Com a maturação das plataformas de negociação da BBCE, esperada para os próximos anos, a viabilidade e valor dos algoritmos tende a crescer exponencialmente. A infraestrutura está pronta para suportar é uma porteira que uma vez aberta, jamais será fechada.

De maneira alguma acreditamos que isso seja uma ameaça para a comercialização que existe hoje, podendo inclusive ser uma vantagem. Mais algoritmos significam mais ordens negociadas, o que significa mais liquidez. Esse acréscimo na liquidez permite aos bons analistas fundamentalistas encontrarem as ordens que precisam para entrar em posições que representam sua visão.

Essa foi uma breve introdução ao mundo de algo trading no mercado de energia Europeu. Nós vamos continuar trazendo mais conteúdo referentes à automação do trading de energia, PLD horário, entre outros assuntos relevantes ao mundo do trading de energia. Vamos também trazer análises das palestras do "Commodities Trading Week" e outros eventos relevantes ao nosso mercado!

Lembramos sempre que tudo que nós construímos na Navarra é um processo colaborativo com o mercado de energia então se você tiver algum assunto ou dúvida fique à vontade para entrar em contato com nossa equipe! email: rafael.perez@navarratech.com

5 visualizações0 comentário