top of page
  • Foto do escritorRafael Perez

Comercialização de Energia: Estrutura Organizacional

Atualizado: 15 de out. de 2023

Continuando a nossa série de conteúdos referentes a um modelo de fundo de investimento no mercado de energia, hoje entraremos na estrutura organizacional das comercializadoras e geradores, agentes principais das operações compra e venda de energia.

Tipicamente, geradoras e comercializadoras possuem três grandes áreas para tratar da gestão comercial dos seus ativos e/ou contratos: (i) front office, onde acontecem as operações comerciais, (ii) back office, onde é realizada a gestão operacional dos contratos e (iii) middle office, onde estão alocadas as atividades atinentes à projeção de preços, controle e gestão de risco do portfólio.


No Front Office, os clientes interagem diretamente com a empresa, e essa área é responsável por garantir que a interação seja satisfatória. As principais funções do front office incluem negociações das operações de compra e venda de energia, prospecção e relacionamento comercial com clientes, acompanhamento das tendências de preços do mercado, elaboração e emissão de propostas, e solicitação de cotações e realização de leilões.


O Back Office, por sua vez, suporta as operações internas da empresa, garantindo que tudo esteja funcionando corretamente. As principais funções do Back Office incluem registro, validação e ajuste de contratos, operacionalização da sazonalização e modulação de contratos e da Garantia Física (GF) dos ativos de geração, controladoria dos montantes de energia, gestão dos volumes contratuais e das medições (geração e carga), acompanhamento e gestão das garantias financeiras e pagamentos dos contratos, elaboração das informações para faturamento, segundo a aplicação das regras contratuais, e gestão dos processos operacionais da CCEE, como cadastros, contabilização, aporte de garantias e liquidação.


O Middle Office tem uma abordagem mais estratégica, garantindo que a empresa esteja alinhada com seus objetivos a longo prazo e gerenciando seus riscos. As principais funções do Middle Office incluem balanço energético do portfólio e acompanhamento da média móvel de lastro, manutenção da curva de Marcação a Mercado, gestão e monitoramento de riscos do portfólio, recomendação de estratégias de cobertura e alerta contra regiões de perdas ou a favor de potenciais ganhos, projeção de preços, estudos de inteligência de mercado e regulatória para tomada de decisão de contratação, e avaliação e aprovação das operações de compra e venda efetuadas pelo Front.


Cabe ressaltar que os grandes agentes do mercado costumam ter as três áreas residentes dentro da sua própria estrutura organizacional, 100% in-house, enquanto agentes de menor porte podem ter Back e/ou Middle e/ou Front terceirizados. A estrutura 100% in-house traz algumas vantagens, tais como: o agente permanece com o controle integral da gestão comercial da energia, a manutenção de uma estrutura interna integrada permite uma visão global do negócio, uma estrutura integrada permite capturar oportunidades relativas aos movimentos de curto prazo de mercado e de preços, há maior segurança jurídica e decisão das contrapartes (risco de crédito) se os contratos permanecem sob o controle do agente. A principal desvantagem é a manutenção de uma estrutura onerosa sob o ponto de vista. Na semana seguinte vamos falar sobre a área de risco de uma comercializadora e como isso impacta na ideia de fundo dentro do nosso mercado!

529 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page