top of page
  • Foto do escritorRafael Perez

Os Agentes do Mercado de Energia

Nesse breve artigo vamos falar um pouco sobre cada agente dentro do mercado de energia. Agentes estes, definidos pela CCEE (atualizado em 2022). Em um futuro artigo vamos trazer dados sobre a relação entre esses agentes, como, por exemplo, qual o fluxo de compra e venda de energia entre eles, qual agente se relaciona mais com, qual e assim por diante, utilizando dados públicos do próprio site da CCEE!


Os Sete


O Mercado de comercialização de energia é segregado em sete categorias de agentes, sendo eles: Autoprodutores, Comercializadores, Consumidores Especiais, Consumidores Livres, Distribuidores, Geradores e Produtores Independentes. Nesta capitulo será descrito como interagiram as categorias de agentes entre si entre janeiro de 2020 e setembro de 2021, e quais são os grupos econômicos com maior volume de negociação, em MWm dentro de cada categoria.


São agentes da CCEE, as empresas que atuam no setor de energia elétrica nas áreas de geração, distribuição, comercialização e consumo (consumidores especiais e livres).

Para se tornar agente da CCEE e do mercado de energia, a empresa seguir as regras vigentes do mercado sobre a comercialização de energia, através dos Ambientes de Contratação Livre (ACL) ou no Ambiente de Contratação Regulada (ACR), liquidando as sobras e déficits no mercado de Curto Prazo.


Regras atualizadas 2022:


Os agentes da CCEE estão divididos em:

  • Geradores;

  • Distribuidores;

  • Comercializadores

  • Consumidores livres e especiais.


GERADORES DE ENERGIA

O início do nosso mercado se da geração de energia, com os agentes “geradores”. As usinas fornecem energia através de diversas fontes, sendo ela renovável ou não. As usinas estão espalhadas por todo o pais, sendo a fonte hídrica a predominante no pais, estando concentrada em sua maioria na região sul e sudeste por razões históricas e geográficas.


Os geradores de energia são classificados em: Concessionários de Serviço Público de Geração, Produtor Independente de Energia Elétrica e Autoprodutor.

Estes agentes da CCEE podem vender energia tanto no Ambiente de Contratação Regulada (ACR) como no Ambiente de Contratação Livre (ACL).


As usinas existentes no Brasil são classificadas desta maneira:

CGHs: Centrais Geradoras Hidrelétricas utilizam a energia hidráulica (dos rios); potência de até 5 MW.– PCHs: Pequenas Centrais HidrelétricasUtilizam a energia hidráulica (dos rios); Potência de 5 até 30 MW.– UHEs: Usinas HidrelétricasUtilizam a energia hidráulica (dos rios); Potência acima de 30 MW.– EOLs: Usinas EólicasUtilizam a força dos ventos.– UFVs: Usinas FotovoltaicasUtilizam a energia recebida diretamente do sol.– UTEs: Usinas TermelétricasUtilizam a energia da combustão de combustível fóssil ou biomassa.– UTNs: Usinas TermonuclearesUtilizam a energia térmica liberada em reações nucleares.– CGU: Central Geradora Undi-elétricaHá uma única (e pequena) no Brasil que utiliza a energia obtida pela cinética das ondas do mar, porém no momento encontra-se desativada.


Confira a participação e potência dessas fontes na Matriz Elétrica brasileira, segundo o banco de informações da ANEEL:



(Fonte: ANEEL, 2021)



DISTRIBUIÇÃO - CONECTANDO O MERCADO


Quem conecta e atende os consumidores do mercado, grandes e pequenos, são as distribuidoras de energia, o elo da cadeia. Com um extenso conjunto de equipamentos elétricos como transformadores, cabos, postes, controle e proteção, entre vários outros, a rede de distribuição de energia é operada, ampliada e mantida pelas empresas de distribuição de energia. No atual modelo, todos os distribuidores têm participação obrigatória no ambiente de contratação regulada.

No último levantamento realizado pela ANEEL em 2021, temos no nosso mercado 53 concessionarias e 52 permissionários, totalizando 105 agentes, entre públicos, privados e de economia mista no mercado de distribuição de energia. A ANEEL disponibiliza em seu site um mapa interativo onde você pode acessar e ver as distribuidoras espalhadas pelo país. aneel.gov.br/distribuicao2.


COMERCIALIZAÇÃO - TRADING DE ENERGIA


As comercializadoras de energia são o elo de compra e venda de energia entre os geradores e consumidores do mercado (Os consumidores devem ser registrados dentro da CCEE para participar do mercado livre de energia). Aqui os consumidores classificados como livres e especiais podem escolher seus fornecedores de energia. Nessa relação são negociados o preço, prazo do contrato e demais aspectos contratuais. Todos os contratos são registrados direto na CCEE, tendo ao final do mês a realização de uma liquidação para acetar as faltas e sobre de energia na rede. As comercializadoras tem o papel de atuar na redução dos custos de transação, promovendo a eficiência entre geradores e consumidores na cadeia. Aproximadamente 85% da energia consumida pelas indústrias no Brasil é adquirida através do mercado livre de energia.

Em nosso artigo “Algo Trading no Mercado de Energia” falamos em mais detalhes sobre como algoritmos podem ajudar na comercialização de energia!


CONSUMIDORES LIVRES - FIM DA CADEIA

Os consumidores livres e especiais sao considerados agentes da CCEE por terem que ser registrado no mesmo orgao para participar do mercado. Atualmente existem 8.745 consumidores cadastrados na CCEE. https://www.ccee.org.br/

Consumidores Livres: Devem possuir, no mínimo, 1.000 kW de demanda contratada para poder negociar energia proveniente de qualquer fonte de geração.

Consumidores Especiais: Possuem demanda contratada igual ou maior que 500 kW e menor que 1.000 kW. Esses consumidores podem optar por energia proveniente de usinas eólicas, solares, biomassa ou pequenas centrais hidrelétricas de empreendimentos com potência inferior ou igual a 50 MW.

As estimativas apontam que com a abertura, em dez anos o mercado livre será responsável por mais de 50% da demanda por eletricidade do pais.


SITUAÇÃO ATUAL DOS AGENTES DA CCEE

A organização terminou janeiro de 2021 com 10.897 agentes, sendo que 80% destes associados são consumidores: 7.686 especiais e 1.049 livres.

Na geração de energia, há 1.591 produtores independentes, 77 autoprodutores e 42 geradores a título de serviço público. Por fim, há 402 comercializadoras e 50 distribuidoras associadas.


Esse foi um breve resumo do atual estado dos agentes do nosso mercado. Em nosso próximo artigo vamos entrar em pouco mais detalhe sobre a relação de cada um com os outros agentes. Faça parte da nossa newsletter para ficar por dentro de todas as nossas novidades!



80 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comercialização de Energia: Estrutura Organizacional

Continuando a nossa série de conteúdos referentes a um modelo de fundo de investimento no mercado de energia, hoje entraremos na estrutura organizacional das comercializadoras e geradores, agentes pri

תגובות


bottom of page